Olha eu aqui outra vez! Bora para a segunda parte do nosso bate-papo sobre as certificações do Mercado Financeiro?

Inclusive, se você não viu a primeira parte, que eu falo sobre as certificações da Anbima, é só clicar aqui para conferir!

Bom, você deve ter terminado o texto anterior se perguntando: “Tá bem Cintia, você falou das certificações da Anbima, e as outras?”

Então, vamos a elas!

Certificações do Mercado Financeiro – Brasil

AAI

Nos últimos anos, a distribuição de investimentos se democratizou, agora o cliente não precisa mais do bancão para investir.
Então, o profissional Agente Autônomo de Investimentos se tornou muito bem-quisto e requisitado pelo mercado de trabalho.

Atualmente temos mais de 12 mil certificados que podem atuar intermediando a venda de produtos de investimentos de um distribuidor.

Importante: para se tornar um AAI, é preciso obter a aprovação no exame da Ancord. Com a pandemia, a entidade trouxe a possibilidade do profissional fazer a prova online.

Conheça o Preparatório AAI

PQO B3

Aqui temos a certificação para os profissionais vinculados aos participantes autorizados da B3. Pela minha observação, e simplificando, basicamente corretoras e escritórios de investimentos.

São várias possibilidades de certificação de acordo com a sua área de atuação, pode ser: Operações, Comercial, Custódia, Risco e Back Office. Um fato importante é que há a possibilidade de outras certificações possibilitarem a dispensa de realizar a prova do PQO.

Por isso, se você tiver interesse nessa certificação, vale a pena dar uma lida no manual de certificação e ver se você pode “se livrar dessa” para atuar nas funções mencionadas acima. Ah, e quem é responsável pelo processo de certificação é a Ancord também.

CFP®

Já começa com a riqueza do nome, né?! Certified Financial Planner!

Essa é uma certificação de distinção que prepara o profissional a atuar como planejador financeiro. A entidade responsável por essa certificação no Brasil é a Planejar.

De acordo com a FPSB, entidade responsável pelo gerenciamento, desenvolvimento e promoção da marca CFP® no mundo, temos 5.414 profissionais certificados. É um selo de excelência.

Falando sobre o processo de certificação, você terá que dispender várias horas para estudar sobre os 6 temas que abrangem as áreas de conhecimento requeridas:

  • Planejamento Financeiro e Ética;
  • Gestão de Investimentos;
  • Planejamento da Aposentadoria;
  • Gestão de Riscos e Seguros;
  • Planejamento Fiscal; e
  • Planejamento Sucessório.

Além disso, para obter as 3 letrinhas depois do seu nome é necessário cumprir alguns pré-requisitos: diploma de um curso superior reconhecido pelo MEC e experiência em uma das áreas de abrangência do exame. No entanto, vale lembrar de que você tem até 2 anos (após ser aprovado no exame) para comprovar os pré-requisitos. Clique aqui para saber mais sobre eles.

Então, antes de sair feito um “touro louco” pagando curso, prova e se empenhando em horas de estudo, leia minuciosamente o Manual do Candidato. Mass vou dar um spoiler, vou fazer isso por você no próximo texto. 😊

Conheça o Preparatório CFP®

CNPI

É por essa coisa linda aqui que meu coração tem batido forte ultimamente. S2 

A Apimec superviona e certifica os analistas para exercer a atividade de analista de valores mobiliários. A certificação está dividida em três categorias:

  • CNPI para o analista fundamentalista;
  • CNPI-T para o analista técnico; e
  • CNPI-P para o analista pleno (fundamentalista e técnico).

Sabe aqueles relatórios bacanas de research que você lê por ai?! Tem que ter um profissional CNPI assinando aquele relatório.

De acordo com a Apimec, no Brasil temos 978 profissionais certificados na data de 31/3/2021. Importante: eles atualizam esse número diariamente.

Certificações do Mercado Financeiro – Internacionais

E agora vamos as certificações gringas.

Eu, sinceramente, só conhecia o CFA, mas por conta do CGA da Anbima ter como pré-requisito também o CAIA, descobri mais essa.

CFA

Aqui é certificação de gente grande MESMO!

Para começar temos a prova em inglês e para ser CFA você tem que passar nos 3 níveis do exame. As provas são oferecidas da seguinte forma:

  • Level I, em junho e dezembro; e
  • Level II e III somente em junho.

Aqui falamos realmente de um objetivo de médio prazo. Isso porque, no melhor dos cenários, vai demorar 3 anos para ter a certificação.

O nível de complexidade e aprofundamento dos conhecimentos vai se intensificando nos níveis e, ao final, o profissional é reconhecido com amplos e sólidos conhecimentos sobre mercados e produtos de renda fixa e renda variável, análise de demonstrações financeiras, derivativos, análise de investimentos e gestão de carteiras.

Um dia chegarei lá, eu acredito! Atualmente, 1.350 “crânios” têm essa certificação no Brasil.

CAIA

Eu, sinceramente, não conhecia esta lindeza antes de escrever este texto que você está lendo. É também uma certificação internacional, com foco em investimentos alternativos, como real estate, privite equity, hedges founds, entre outros.

Ela é aplicada 2 vezes por ano: março e setembro. Além disso, é dividida em 2 níveis, que ao me parece são bem paulera.

Acredito que falei da maioria das certificações, esqueci alguma? Aquela que seu coração bate como um caroço de abacate? Conta pra mim!

Beijos de luz

E até a próxima!😘

(Artigo originalmente publicado no LinkedIn no dia 30 de março de 2021).

Cintia Cioffi - Mundo Financeiro

 

Cíntia CioffiProfissional que atua desde 2010 no setor bancário. Teve um carreira sólida com Gerente de uma grande instituição financeira. Atualmente é Analista de Investimentos na Brasilprev. Além disso, é pós-graduada em Produtos Financeiros e Gestão de Riscos pela FIA Business School.

Mundo Financeiro

Ver todos os posts

Adicionar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *