A sigla EBITDA quer dizer Earnings Before Interest, Taxes, Depreciation and Amortization (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização). De forma resumida, trata-se do lucro operacional como se não existisse depreciação e amortização.

Em um demonstrativo de resultados, existem informações disponíveis a respeito do desempenho de uma empresa em um determinado período. Entre essas informações estão as receitas, das quais são descontadas o custo de produto vendido e outros custos. Fazendo esses cálculos, chega-se ao lucro bruto.

Deduzindo do lucro bruto as despesas operacionais, com vendas e administrativas, a depreciação e a amortização, obtém-se o lucro operacional, também chamado de EBIT. O lucro operacional indica o quanto o negócio principal de uma empresa gera de lucro.

Imagine que houvesse uma demonstração de resultados que não levasse em conta a depreciação e a amortização. Ao fazer isso, não se chegaria ao lucro operacional, e sim ao EBITDA. Sendo assim, temos que EBITDA:

– é uma medida de lucro

– desconsidera depreciação e amortização

– diz respeito ao lucro operacional da empresa.

Felipe Garrán

Sou investidor no mercado financeiro há mais de 20 anos. Além disso, sou professor de finanças na FIA Business School, onde coordeno cursos de pós-graduação e MBA.
Fiz mestrado e doutorado na USP. Em quê? Advinha: Finanças.
Amo ensinar e sou apaixonado por novas tecnologias e métodos de ensino.

Ver todos os posts

Adicionar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Felipe Garrán

Sou investidor no mercado financeiro há mais de 20 anos. Além disso, sou professor de finanças na FIA Business School, onde coordeno cursos de pós-graduação e MBA.
Fiz mestrado e doutorado na USP. Em quê? Advinha: Finanças.
Amo ensinar e sou apaixonado por novas tecnologias e métodos de ensino.