Já está por dentro das mudanças da certificação CGA?

Se ainda não, continue sua leitura e entenda como será a nova CGA em 2021.

O mercado mudou

O mercado financeiro no geral tem crescido muito nos últimos anos, bem como o mercado de fundos. Isso se deve, principalmente, às constantes quedas da taxa básica, a Taxa Selic. Com isso, um maior número de investidores passaram a procurar outras formas para investir seu patrimônio, como nos fundos de investimentos.

De acordo com o Daniel Pfannemuller, gerente de certificação, no ano de 2019, a Anbima iniciou um projeto de revisão da CGA. Essa revisão foi feita em parceria com uma consultoria especializada e com a participação de gestores de diferentes regiões do Brasil. O objetivo foi pensar em uma Certificação de Gestores “mais aderente às novas responsabilidades dos gestores”.

A nova CGA

Hoje, 15/10/20, a Anbima comunicou a todos como será a Nova CGA que, a partir do próximo ano, não será mais uma única certificação, mas sim 3 novas certificações que têm o objetivo de tornar o profissional certificado mais qualificado e preparado para os diferentes tipos de fundos que existem no mercado.

“Como resultado, foi criada uma estrutura composta por três certificações complementares que propõem uma qualificação mais completa e especializada de acordo com as atividades específicas desempenhadas pelo gestor, atendendo às necessidades encontradas durante a análise de funções e criando uma trilha de carreira específica para o setor”.  

As novas certificações Gestão de Recursos

Conheça quais são as novas certificações, as diferenças entre elas, os pré-requisitos e as datas dos exames.

CFG

A Certificação Anbima de Fundamentos em Gestão tem o foco na diferenciação profissional para iniciar ou acelerar a carreira no mercado de gestão de recursos.

Essa certificação não será obrigatória para nenhuma função específica. Além disso, de acordo com a Anbima, ela não habilitará o profissional como Gestor de Fundos. Ou seja, para que ela seja válida o profissional deverá se certificar nas duas outras certificações: CGA ou CGE.

Nova CGA
Fonte: Anbima

 

Prova

Fonte: Anbima

CGA

A Certificação de Gestores Anbima será destinada àqueles que fazem gestão de fundos de:

  • Renda fixa;
  • Ações;
  • Multimercados;
  • Cambiais;
  • Entre outros.

Ela é obrigatória para aqueles que atuam como Gestores de Fundos, comprando e vendendo ativos de carteiras de investimentos.

Quais os pré-requisitos?

O profissional deverá possuir o CFG, CFA (Chartered Financial Analyst) ou CAIA (Chartered Alternative Investment Analyst).

Prova

Fonte: Anbima
  • Observação sobre a CGA atual

De acordo com a Anbima, “profissionais que desejam se certificar com a CGA atual precisam ser aprovados nos dois módulos do exame de certificação até julho de 2021, sendo que a aprovação em pelo menos um deles deve ocorrer até março”.

É importante lembrar que nesse formato, a prova conta com 60 questões por módulo e a duração de 3h em cada um dos módulos.

CGE

A Certificação de Gestores Anbima para Fundos Estruturados vai habilitar profissionais a se tornarem gestores de:

  • Fundos imobiliários (FII);
  • Fundos de investimento em participações (FIP); e
  • Fundos de investimento em direitos creditórios (FIDC).

Ela é obrigatória para aqueles que atuam como Gestores de Fundos, comprando e vendendo ativos de carteiras de investimentos.

Quais os pré-requisitos?

O profissional deverá possuir o CFG, CFA (Chartered Financial Analyst) ou CAIA (Chartered Alternative Investment Analyst).

Prova

Certificação CGE
Fonte: Anbima

Prepare-se para as novas certificações com o Mundo Financeiro

O Preparatório CGA na modalidade nova já está no forno. Clique aqui para entrar na lista de espera. Dessa forma, você ficará sabendo, em primeira mão, sobre seu lançamento.

LISTA DE ESPERA PREPARATÓRIO CGA

Artigo escrito pela colaboradora Roberta Rodrigues Rocha.

Mundo Financeiro

Ver todos os posts

Adicionar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *