O Payback é uma das metodologias mais simples de análise de investimentos. Trata-se da estimativa de quanto tempo demora para que se obtenha o retorno sobre um valor investido. Para chegar ao chamado período payback, basta somar as entradas de caixa, mesmo aquelas ocorridas em períodos diferentes.

Exemplo: considere um investidor colocando R$ 100.000 em um projeto. Trata-se de uma saída de caixa no momento presente, ao qual chamaremos “Data 0”. Um ano depois, o projeto rende a ele uma entrada de caixa de R$ 30.000. No segundo ano, ocorre outra entrada de caixa de R$ 40.000 e, no terceiro ano, ocorre uma entrada de caixa de R$ 30.000.

Somando-se as três entradas de caixa, tem-se que o investidor, ao fim do terceiro ano, terá obtido um retorno de R$ 100.000. Esse retorno é exatamente igual ao valor aplicado inicialmente no projeto, na data 0.

Esse número 3, referente aos três anos necessários para que o investidor recuperasse o valor aplicado inicialmente, é chamado de Payback, ou Período Payback.

Felipe Garrán

Sou investidor no mercado financeiro há mais de 20 anos. Além disso, sou professor de finanças na FIA Business School, onde coordeno cursos de pós-graduação e MBA.
Fiz mestrado e doutorado na USP. Em quê? Advinha: Finanças.
Amo ensinar e sou apaixonado por novas tecnologias e métodos de ensino.

Ver todos os posts

Adicionar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Felipe Garrán

Sou investidor no mercado financeiro há mais de 20 anos. Além disso, sou professor de finanças na FIA Business School, onde coordeno cursos de pós-graduação e MBA.
Fiz mestrado e doutorado na USP. Em quê? Advinha: Finanças.
Amo ensinar e sou apaixonado por novas tecnologias e métodos de ensino.