Short Squeeze: Entenda o fenômeno que fez as ações da GameStop dispararem nos Estados Unidos e como isso se estendeu ao mercado brasileiro.

Em semana de intensa volatilidade nos mercados, as ações da GameStop, que iniciaram o ano de 2021 custando pouco menos de US$ 19, encerraram o mês de janeiro com valorização de mais de 1600%, a US$ 325.

Com um mercado cada dia mais digitalizado e com o crescimento das varejistas online, a empresa que ainda apostava na venda física de games era vista em Wall Street como um modelo de negócios obsoleto e com baixas perspectivas de crescimento.

Neste cenário, grandes fundos do mercado norte-americano passaram a montar posições vendidas nas ações a fim de lucrar com uma possível queda do papel. No entanto, eles não contavam que um imenso mutirão formado na internet elevaria o preço do papel nas alturas!

Mas o que são posições vendidas?

Quando falamos sobre o mercado de ações de maneira geral, a primeira forma de lucrar que nos vem à cabeça é “Vou comprar a ação X por R$ 20,00 e vender a R$ 30,00 lá na frente!”. Dizemos no mercado que esta é uma operação comprada, ou seja, quando você compra um ativo buscando vender a um preço superior no futuro.

Mas é possível também obter lucros com a queda de uma ação. Ao apostar “contra” uma ação, você aluga o papel de algum investidor e vende imediatamente para um terceiro investidor ao preço de mercado. Caso o preço das ações caia, você pode recomprá-las a um preço menor e devolver o papel alugado.

Porém caso os preços subam, o investidor tem de recomprar as ações a um preço maior do que o preço de venda, configurando um prejuízo (que pode ser ilimitado, visto que uma ação não possui limite de preço para se valorizar).

A diferença entre o preço de venda e o preço de recompra é o que configura o lucro ou prejuízo obtido na operação. Este tipo de operação é conhecido como operação vendida, venda a descoberto ou short selling.

A força da internet!

Entendido como funcionam as operações vendidas voltemos à GameStop. Como já dito acima, por não acreditarem mais no modelo de negócios da empresa, muitos fundos passaram a apostar contra a empresa no mercado, movimentando o preço da mesma em função das fortes vendas.

Cabe lembrar que estes fundos são responsáveis pelo gerenciamento de bilhões de dólares, fazendo com que toda decisão de compra ou de venda possa movimentar fortemente o preço destes ativos no mercado, restando ao investidor “comum” apenas tentar aproveitar as ondas geradas pelos grandes.

Porém, se por um lado um investidor sozinho não pode fazer muita coisa, por outro um movimento organizado pode ser mais forte do que se imagina. Um fórum da rede social “reddit” provou exatamente isso!

Os usuários perceberam que mesmo com um cenário um pouco mais delicado, as ações da empresa GameStop estavam extremamente desvalorizadas, principalmente por conta das posições dos fundos que pressionavam o preço do papel cada vez mais pra baixo.

A partir daí integrantes do fórum r/WallStreetBets (grupo à época com mais de 2 milhões de membros) no reddit passaram a organizar um movimento coordenado de compra das ações da GameStop gerando um surto de valorização nos preços e fazendo com que as ações encerrassem o mês com uma valorização de mais de 1600%!

O Short Squeeze

Como comentado anteriormente, se você compra uma ação, o seu prejuízo máximo pode ser o preço pago por ela (caso ela venha a custar 0). Já se você vende esta ação com a obrigação de recomprá-la no futuro, o seu prejuízo pode ser ilimitado, visto que não há limite para a valorização daquela ação.

Assim, os fundos que estavam posicionados contra o papel passaram a ter prejuízos milionários e que se tornavam maiores a cada dia, o que os forçou a terem de encerrar suas posições naquele ativo.

Porém, este processo não é exatamente simples. Com posições muitas vezes milionárias nas ações, os fundos acabam entrando literalmente em uma corrida de preços para conseguir recomprar os papéis no mercado. Isso acaba inflando ainda mais o preço daquele ativo e, por conseguinte, gerando um prejuízo ainda maior para encerrar a operação. A este processo dá-se o nome de short squeeze.

A versão “brasileira”

O evento ocorrido não se resumiu apenas ao mercado norte-americano. Ainda que de forma bem mais branda, as ações de IRB Brasil (IRBR3) aqui no Brasil também sofreram forte valorização na última quinta-feira,28/1. Inspirados pelo movimento ocorrido com as ações da GameStop, investidores brasileiros passaram a comprar o ativo levando à ação a fechar com uma alta de 17,82% na quinta-feira.

Ciente do ocorrido, a CVM divulgou carta alertando que a prática de short squeeze é considerada crime. De acordo com o órgão, “A atuação com o objetivo deliberado de influir no regular funcionamento do mercado pode caracterizar ilícitos administrativos e penais”

A CVM apontou ainda que tem acompanhado o caso de perto e na presença de evidências que apontem crime a instituição poderá abrir processo administrativo para apuração dos reponsáveis e encaminhar ao Ministério Público para as sanções penais.

A B3 também atuou no caso e submeteu as ações da IRB a leilões ao longo do pregão de sexta-feira, 29/1. De acordo com a B3, em momentos de muita volatilidade, os leilões promovem uma formação mais justa de preços. O ativo acabou corrigindo parte dos ganhos da quinta-feira e fechou com queda de 6,03% na sexta.

 

 

Lucas CardarelliGraduado em Economia pela Unesp. Certificado CEA e CFP®. Atua há 4 anos no mercado financeiro com experiência nas áreas de assessoria de investimentos, renda variável e produtos estruturados. Atualmente é Especialista de Investimentos no Bradesco.

Saiba mais sobre o assunto!

Na sexta-feira, o professor Eduardo Tavares conversou com o portal Olhar Digital sobre esse assunto. Clique aqui para conferir a entrevista.

 

Entrevista Eduardo Tavares

 

Mundo Financeiro

Ver todos os posts

Adicionar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *