Mulheres no Mercado Financeiro

Vemos a cada ano que passa o número de mulheres ativas no mercado de trabalho crescendo. Isso vem, é claro, da grande taxa de desemprego que vivemos e também da mudança gradual de cultura que estamos passando.

A mulher que ficava em casa cuidando dos filhos e gerenciando o lar, hoje está se desdobrando em tarefas, buscando sua independência financeira e sucesso profissional. Sim, tudo ao mesmo tempo! 

 

Pensando nisso, trago a vocês hoje importantes dados, por meio de 3 perspectivas, relacionados à mulher no mercado financeiro. Continue a sua leitura!

 

1. Mulheres exercendo cargos no Mercado Financeiro

De acordo com o Fórum Mundial de Economia de 2017, 46% das pessoas que trabalhavam no mercado financeiro eram mulheres. No entanto, quando são observados cargos de gestão o número caiu para 15%

Por mais que seja observado uma queda significativa, vemos gradualmente mais vozes femininas em cargos de gestão. E isso é maravilhoso, pois inspira e fomenta uma mudança de mindset para as futuras gerações. 

A grande carga que é imposta para mulher acaba a afastando do controle financeiro da família, porém como somos mais longevas, normalmente temos de assumir este papel de gestora de “fundos” em algum momento. 

 

2. Mulheres Investindo

Sabia que já somos 270 mil mulheres investindo em renda variável?

Sobre o perfil da mulher investidora, há alguns estudos que afirmam que as carteiras de investidoras normalmente têm resultado superior ao das geridas por homens. 

Isso se dá porque naturalmente mulheres são mais cautelosas e assumem menos risco, apesar de serem um número maior quando falamos de um perfil “moderado” de investidor. 

Conforme dados da B3, o número de mulheres que fazem investimentos em renda variável teve um crescimento de 96% nos últimos 5 anos.

Pode-se dizer que, na perspectiva dos investimentos, a mulher tem visão de longo prazo e aposta em papéis mais assertivos. 

Além disso, observamos que o número de mulheres da 3ª idade que elas têm investido os recursos da família e participando ativamente das escolhas de investimento é crescente.

Acompanhando este cenário, vemos cada vez mais cursos ligados à educação financeira e investimentos voltados somente para este público. Com isso, podemos dizer que essa disponibilidade de informação de qualidade fomenta a mudança observada de comportamento. 

 

3. Mulheres certificadas CFP®

Falando sobre a certificação CFP®, a mais alta certificação sobre planejamento financeiro, atualmente no Brasil as mulheres representam 36% dos profissionais certificados, e esse número vem aumentando a cada exame. 

Nós estamos chegando e cada vez com mais força!



Não se preocupe se você for homem e está lendo este texto. Há um lugar ao sol para cada um que busca o sucesso.

Cíntia Cioffi, especialista de investimentos

Cíntia Cioffi: Profissional que atua desde 2010 no setor bancário. Teve um carreira sólida com Gerente de uma grande instituição financeira. 

Atualmente é Especialista de Investimentos no Itaú e professora no Mundo Financeiro. Além disso, é pós-graduanda em Produtos Financeiros e Gestão de Riscos pela Fia Business School.

 

Mundo Financeiro

Ver todos os posts

Adicionar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *