Sabe o que é portabilidade? Sabe como se beneficiar da taxa Selic no menor patamar da história?

Todo mundo fica falando das dificuldades de se ter uma taxa Selic muito baixa, perto de 2% ao ano. É verdade. Ter uma boa rentabilidade nos investimentos fica difícil mesmo. Mas, hoje eu estou aqui pra falar de um lado bem positivo de uma Selic tão baixa.

Um lado positivo da queda da Selic

O Banco Central divulgou no dia 2/7/2020 um estudo mostrando que a portabilidade do financiamento imobiliário permitiu uma redução de quase três pontos percentuais na taxa de juros do financiamento.

Calma, que tem muita informação. Vamos por partes…

O que é portabilidade?

Primeiro, portabilidade, nesse contexto, é aquela operação em que você consegue migrar seu financiamento imobiliário da instituição em que ele começou para uma outra que te ofereça condições melhores, como por exemplo uma taxa de juros menor.

Segundo esse estudo do Banco Central, a mediana das novas taxas de juros das operações que mudaram de um banco para outro foi de 7,71% ao ano. A mediana anterior era de 10,70%, o que significa então uma queda de quase 3 pontos percentuais!

Mas o que é Mediana?

HEIN? MEDIANA? Calma, vamos entender isso.

Se você pegar todas as taxas de juros de financiamento imobiliário e colocar em ordem crescente, a mediana vai ser a taxa que ficar no centro dessa fila.

Ela é um dado interessante porque permite que a gente tenha uma ideia da taxa de juros média (note: ela não é a média, mas dá uma ideia da média) e desconsidera valores muito discrepantes. Se a mediana caiu, isso indica que a taxa média também caiu.

Ou seja, com a portabilidade, as taxas de juros dos financiamentos têm realmente caído. Se você não gosta muito ou não entende muito de estatística, tudo bem. O importante é que a portabilidade está dando certo, e beneficiando de verdade quem opta por ela.

Veja na prática!

Vamos considerar que você contratou um financiamento para R$ 300.000, com juros de 10% ao ano, por 30 anos. Com a portabilidade, se a sua taxa caísse para 9% ao ano, quer saber qual seria a economia que você faria? Vou mostrar:

Uma economia de R$ 40 mil é bem significativa!

E isso porque a simulação considerou uma queda de apenas 1 ponto percentual na taxa. Mas, como a gente viu, há reduções que podem ser maiores.

Essa economia vale muito, pensando que sua tarefa não é das mais complicadas. Basta procurar o banco oferecendo as melhores condições e pedir a transferência do financiamento.

Outra ideia é que você procure seu banco e, sob o argumento da portabilidade, tente renegociar o seu financiamento para taxas mais baixas.

Segundo o Banco Central, em 2019, 36 mil contratos de financiamento se beneficiaram da portabilidade. Mas esse número representa só 6,4% do total que poderia ter essas vantagens.

Em tempos de Selic baixa, é hora de aproveitar o momento e renegociar o financiamento. Se as taxas continuarem assim, ainda há muito potencial para ganhos com a portabilidade. E aí, tá esperando o quê?

Valeu, e até a próxima!

Eduardo Tavares

Sou sócio-fundador do Mundo Financeiro, especialista em Design Instrucional. Além disso, sou professor de Finanças na FIA Business School. Fiz graduação em jornalismo na ECA-USP, e pós-graduação em Finanças Corporativas e Investment Banking na FIA. Como jornalista, trabalhei com cobertura de Finanças e Economia nos sites Exame.com, Infomoney e no blog de Finanças do Ângelo Pavini.

Ver todos os posts

Adicionar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Eduardo Tavares

Sou sócio-fundador do Mundo Financeiro, especialista em Design Instrucional. Além disso, sou professor de Finanças na FIA Business School. Fiz graduação em jornalismo na ECA-USP, e pós-graduação em Finanças Corporativas e Investment Banking na FIA. Como jornalista, trabalhei com cobertura de Finanças e Economia nos sites Exame.com, Infomoney e no blog de Finanças do Ângelo Pavini.

Fale agora via WhatsApp whatsapp