Certificações na área financeira

Olá, amigos do Blog!

Vamos hoje falar sobre um assunto que, de tão amplo, poderia ser dividido em capítulos, mas vamos de forma objetiva responder aos questionamentos mais comuns.

Inicialmente, vale lembrar:

* Certificações bancárias não servem apenas para funções comerciais. Cada vez mais é solicitado o conhecimento para áreas de retaguarda e suporte comercial/operacional.
* Pense na CPA20 como sendo a inicial. A CPA10 tem, segundo a ANBIMA, mais de 300 mil certificados, o que torna ela pouco relevante dentro de seus planos de crescimento profissional.
* Não há ordem para obter as certificações ANBIMA. Por mais que seja racional ir escalando aos poucos, o profissional pode tirar diretamente a ANBIMA CEA por exemplo, sem passar pela CPA10 e/ou 20. Outro ponto: quando o profissional obtém a CEA, ele automaticamente renova a CPA20 caso já seja certificado. O mesmo acontece com a CPA20 referente a CPA10.

Em um mercado tão concorrido, o que é no discurso “desejável”, passa a ser “mandatório” muitas vezes. Ter certificações na área financeira vai muito além do papel ou daquele selo digital. Ter a certificação significa o domínio sobre um assunto que será parte de seu cotidiano. O conhecimento é importante para a busca pelo emprego, para o destaque olhando promoções, para a performance pensando em remunerações variáveis… invista em você.

Leia, compreenda qual a certificação mais aderente ao seu momento, acesse o site da instituição emissora, pague a prova, agende data, busque qualificação profissional e  vá para cima deste delicioso mundo financeiro.

Certificações. Um resumo do que cada uma significa no perfil do profissional da área financeira.

CPA 10 ANBIMA – Para profissionais das instituições participantes que atuam na prospecção ou venda de produtos de investimento diretamente junto ao público investidor, inclusive em agências bancárias ou Plataformas de Atendimento. Necessário o mínimo de 70% de acerto sobre as 50 questões.

CPA 20 ANBIMA – Idem à 10, mas também olhando a clientes pessoas físicas ou jurídicas, atendidas nos segmentos Varejo Alta Renda, Private Banking, Corporate e Investidores Institucionais. Necessário o mínimo de 70% de acerto sobre as 60 questões.

CEA – Certificação de Especialista de Investimentos ANBIMA: Para profissionais que assessoram os gerentes de contas de investidores pessoas físicas, podendo indicar produtos dos mercados financeiro, de capitais e de previdência complementar aberta. Necessário o mínimo de 70% de acerto sobre as 70 questões. Conheça o Preparatório CEA, da Mundo Financeiro.

CGA – Certificação de Gestores ANBIMA: Para profissionais de gestão profissional de recursos de terceiros com alçada/poder discricionário de investimento (compra e venda) dos ativos integrantes da referida carteira.

AAI ANCORD – Voltada a profissionais/agentes autônomos para atuação principalmente em corretoras e atuação no mercado de títulos e valores mobiliários. Muito solicitada para escritórios de investimento. Conheça o Preparatório Ancord da Mundo Financeiro.

FEBRABAN FBB100, FB110 E FBB300 – Menos conhecidas, são ligadas ao mercado de crédito. Muito comuns aos profissionais atuantes em instituições financeiras com foco em produtos como consignado, CDC, e outras linhas.

BM&FBOVESPA – Certificação inserida no Programa de Qualidade Operacional (PQO): avalia o nível de conhecimento dos profissionais responsáveis por funções desempenhadas nas corretoras e membros de compensação associados, relativamente às suas operações na BM&F Bovespa. Necessário mínimo de 60% de acerto sobre as 60 questões.

SUSEP – Certificação para capacitar tecnicamente os profissionais das sociedades seguradoras que trabalham nas áreas de Atendimento ao Público, Vendas, Regulação e Liquidação de Sinistros e Risco.

ABECIP CA300 e CA600 – Certificações voltadas aos profissionais que atuam em produtos de crédito atrelados ao mercado imobiliário. Há crescente demanda de profissionais com essa qualificação, uma vez que o produto crédito com garantia imobiliária tem uma das taxas mais atrativas do mercado.

CNPI – Programa de Certificação da Apimec: a Certificação CNPI (Certificado Nacional do Profissional de Investimento) é o certificado que visa comprovar a qualificação técnica necessária dos profissionais que atuam nos mercados financeiros e de capitais no Brasil. Dividida em três categorias: CNPI para Analistas Fundamentalistas, CNPI-T para Analistas Técnicos (Grafistas) e para Analistas Pleno (Fundamentalista e Técnico).

CFP® – Certified Financial Planner (IBCPF): do mesmo nível de uma pós-graduação, destina-se a planejadores financeiros, private bankers, family offices, entre outros. Conheça o Preparatório CFP da Mundo Financeiro.

CFA – Chartered Financial Analyst (CFA Institute): a Certificação CFA é dividida em 3 níveis é reconhecida mundialmente.

Boa sorte e lembre-se que cada certificação conquistada, abre inúmeras portas ao seu portador.

Na próxima semana voltamos a falar sobre o querido mercado financeiro e o assunto carreiras.

Um abraço e até lá.

Veja mais sobre o autor no LinkedIn

 

Ronaldo Cerqueira

Consultor de Carreiras Especialista em Mercado Financeiro | Uma Vida dedicada aos Bancos | Paixão por Finanças e Pessoas
www.ronaldocerqueira.com

Ver todos os posts

Adicionar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *